Conheça o MB-E1, a primeira aeronave elétrica tripulada

Tempo de leitura: 2 minutos

A utilização da propulsão elétrica em aeronaves começou a ser testada no século 19, uma época de rápidos avanços tecnológicos. Em 1883, Gaston Tissandier voou pela primeira vez um dirigível com propulsão elétrica, naturalmente devido à baixa capacidade dos equipamentos elétricos e seu alto peso, esses sistemas não foram amplamente utilizados, porém nos mostra que desde os anos 1800 que a energia elétrica foi colocada a prova como meio plausível de motorização.

Com o avanço da aviação de asa fixa no século 20, desde a década de 1950 existiam projetos de aviões elétricos, mas foram necessários 90 anos após o feito de Gaston para que dois engenheiros, Fred Militky e Heino Brditschka, convertessem, na Áustria, um motoplanador modelo HB-3 para um protótipo elétrico nomeado MB-E1. Esse protótipo utilizava um motor elétrico Bosch com 10 kilowatt, equivalente a 13 hp, e 6 pesadas baterias de níquel-cádmio.

O primeiro voo do MB foi realizado em 23 de outubro de 1973, voou 12 minutos, tempo que as baterias proporcionavam, a uma altura de 380 metros. O voo foi um sucesso e a aeronave ainda teve energia para retornar ao pátio, esse voo tornou o MB-E1 a primeira aeronave mais pesada que o ar tripulada a alçar voo.

Diversos outros voos foram realizados e foi essa aeronave que provou que aviões elétricos tripulados eram possíveis. Após esses voos, a aeronave foi aposentada e o que sobrou foram a fuselagem e algumas fotos e vídeos. O recorde do MB-E1 foi superado apenas 10 anos após os voos, mostrando o quão à frente estava esse projeto.

No ano de 2017, um grupo de professores e estudantes de uma faculdade local remontou a aeronave com as peças originais para integrá-la ao acervo do museu aeroespacial Graz Thalerhof, onde está até hoje.

Atualmente não existe nenhuma aeronave elétrica para o transporte regular de passageiros em operação, porém diversos projetos estão em fase final de desenvolvimento, então sem dúvida, teremos em um futuro próximo voos regulares com aeronaves elétricas, que permitirão uma significativa expansão da aviação civil.

O projeto mais proeminente da atualidade é o Alice, da Eviation, uma aeronave com dois motores de 700 kilowatt de potência (938 hp), 463 km de alcance, 481 km/h de velocidade máxima e capacidade de carga de 1.136 Kg ou 9 passageiros. Diversas empresas já realizaram encomendas, como a cargueira DHL. Com o passar do tempo, veremos esse tipo de aeronave cada vez mais capaz e presente no mercado mundial de aviação. Espera-se também que esse tipo de aeronave migre para o mercado de aviões de treinamento, para quem sabe, baratear os caríssimos cursos de piloto.

MB-E1 realizando o primeiro voo em 1973

Conjunto de baterias e motor do protótipo

Time que remontou o MB-E1 à frente da aeronave no museu

Gravação do primeiro voo

Eviation Alice durante o primeiro voo em setembro de 2022

Referências

https://www.fh-joanneum.at/en/news/mb-e1-the-last-journey-of-the-first-electrically-powered-man-carrying-aircraft-from-the-world/

https://www.batterytechonline.com/industry-outlook/welcome-aboard-22-examples-history-and-future-electric-flight/gallery?slide=4

https://en.wikipedia.org/wiki/Brditschka_HB-3

 

3 Electric Planes You Didn’t Know Already Exist

First manned electric aircraft: Militky MB-E1