Conheça o instrumento de medição de ângulo de ataque

Tempo de leitura: 4 minutos

O ângulo de ataque, formado entre a corda da asa e o vento relativo, é uma informação muito importante para o voo, nesse texto conheceremos brevemente um instrumento pouco presente em aviões civis, porém de extrema importância para a segurança.

Nas escolas de aviação é ensinado que a condição de stall está ligada a velocidade, entretanto o mais importante nessa situação não é a velocidade, pois pode-se estolar em qualquer velocidade, além de que a velocidade de stall varia com peso, posição do flap, inclinação de asa, balanceamento etc., já o ângulo crítico (ângulo de stall) não altera, tornando-o uma excelente referência para saber se a asa está ou não em uma situação adequada.

Por exemplo, durante a final uma aeronave sofre uma ascendente e o nariz eleva-se um pouco e soa rapidamente o alarme de stall, isso ocorre pelo aumento do ângulo de ataque das asas e não devido a pequena diminuição da velocidade, que provavelmente nem chegou perto da velocidade de stall.

Dos diversos motivos que podem levar a um acidente fatal na aviação geral, o mais perigoso, porém não mais comum, é o LOC-I, perda de controle em voo. Ele pode ocorrer por vários fatores, porém o mais comum é o stall (lembre-se sempre, a 1ª ação a se tomar para sair do stall é abaixar o nariz). Após inúmeros acidentes dessa categoria, a FAA realizou um estudo detalhado sobre essas ocorrências e a principal recomendação foi a instalação do indicador de ângulo de ataque.

É durante a perda de controle, geralmente causada por stall, que entra esse instrumento (não é o mesmo que o Horizonte Artificial). Em situações como o LOC-I, esse dispositivo, com o devido treinamento, ajuda muito na prevenção e recuperação do stall, devido a simples maneira que indica a ‘’saúde’’ da asa.

Entretanto, é importante ter uma instrução sobre o funcionamento do aparelho, pois se não tiver, será só mais um dispositivo adicionando informação a um já confuso piloto durante LOC-I.

No entanto, com treinamento e conhecimento de como o instrumento funciona, ele pode se tornar um grande aliado, aumentando principalmente a consciência situacional além de fases do voo mais precisas como aproximações e outras funções, dependendo do modelo, como melhor ângulo de planeio, melhor autonomia, alcance, etc.

No vídeo abaixo podemos ver a importância do ângulo de ataque e como é possível fazer uma aproximação completamente segura apenas olhando para a indicação do ângulo, utilizando uma RPM e flaps adequados para aquela fase do voo. Por exemplo, em aproximações de aeronaves para pouso em porta aviões um dos instrumentos primários é o indicador de ângulo de ataque.

Em geral, quando o círculo no meio do instrumento fica iluminado, significa que a asa está em seu melhor ângulo de ataque, produzindo o máximo de sustentação com o mínimo de arrasto correspondendo também a melhor velocidade de aproximação, por isso é dito acima que é possível pousar uma aeronave em segurança apenas com essa informação.

Neste outro vídeo vemos claramente como funciona a relação entre ângulo de ataque e o stall.

Abaixo temos alguns modelos e maneiras que o ângulo de ataque é apresentado aos pilotos

Indicação de ângulo de ataque no moderno painel digital G3X da Garmin

Acima do horizonte artificial vemos o indicador de ângulo de ataque em um ICON A5

Modelos similares disponíveis no mercado

Um dos modelos digitais mais simples disponíveis

Indicação de ângulo de ataque no Primary Flight Display (PFD) do Boeing 737NG, logo abaixo das palavras VNAV PTH

Referências (vale ler e assistir!)

https://www.boldmethod.com/learn-to-fly/systems/angle-of-attack-indicators/